Você já está familiarizado com a Geração Distribuída? Este sistema permite que cada consumidor produza sua própria energia através de fontes renováveis. Para isso basta instalar geradores em sua própria unidade consumidora.

Mas não é só isso.

Toda a energia produzida pelo gerador particular será usada para abater o consumo de energia elétrica da sua unidade. Através do Sistema de Compensação de Energia, toda energia produzida que não for utilizada na unidade será injetada no sistema da distribuidora. Isto acontece, por exemplo, quando o consumidor sai de férias. Essa energia extra forma um saldo positivo que poderá ser usado como crédito nos próximos 36 meses, ou ainda para abater o consumo de outra unidade consumidora pertencente ao mesmo titular. Esse sistema é válido para geradores que utilizem fontes incentivadas de energia, como a energia solar, a hídrica e a eólica.

Veja como funciona:


3 cenários:

grafico_2_solar

Quer entender mais a fundo? Veja a Cartilha de Microgeração da Agência Nacional de Energia Elétrica.

botao-cartilha

Energia solar é sustentável e infinita! Que tal começar a produzir sua própria energia? Converse com a gente!

Saiba como funciona a energia solar com o vídeo produzido pelo Instituto Ideal

    

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou hoje (17/04) regras destinadas a reduzir barreiras para instalação de geração distribuída de pequeno porte, que incluem a microgeração, com até 100 KW de potência, e a minigeração, de 100 KW a 1 MW. A norma cria o Sistema de Compensação de Energia, que permite ao consumidor instalar pequenos geradores em sua unidade consumidora e trocar energia com a distribuidora local. A regra é válida para geradores que utilizem fontes incentivadas de energia (hídrica, solar, biomassa, eólicae cogeração qualificada). Pelo sistema, a unidade geradora instalada em uma residência, por exemplo, produzirá energia e o que não for consumido será injetado no sistema da distribuidora, que utilizará o crédito para abater o consumo dos meses subsequentes.

Os órgãos públicos e as empresas com filiais que optarem por participar do sistema de compensação também poderão utilizar o excedente produzido em uma de suas instalações para reduzir a fatura de outra unidade. Medição O consumidor que instalar micro ou minigeração distribuída será responsável inicialmente pelos custos de adequação do sistema de medição necessário para implantar o sistema de compensação. Após a adaptação, a própria distribuidora será responsável pela manutenção, incluindo os custos de eventual substituição.

Após a adaptação, a própria distribuidora será responsável pela manutenção, incluindo os custos de eventual substituição. Além disso, as distribuidoras terão até 240 dias após a publicação da resolução para elaborar ou revisar normas técnicas para tratar do acesso desses pequenos geradores, tendo como referência a regulamentação vigente, as normas brasileiras e, de forma complementar, as normas internacionais. O assunto foi amplamente discutido com a sociedade em uma consulta e uma audiência pública. A audiência ficou aberta no período de 08/08/2011 a 14/10/2011 e, ao todo, foram recebidas 403 contribuições de agentes do setor, universidades, fabricantes, associações, consultores, estudantes e políticos. Descontos da TUSD e TUST Paralelamente ao sistema de compensação de energia, a ANEEL aprovou novas regras para descontos na Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição – TUSD e na Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão – TUST para usinas maiores (de até 30 MW) que utilizarem fonte solar: Para os empreendimentos que entrarem em operação comercial até 31 de dezembro de 2017, o desconto de 80% será aplicável nos 10 primeiros anos de operação da usina O desconto será reduzido para 50% após o décimo ano de operação da usina Para os empreendimentos que entrarem em operação comercial após 31 de dezembro de 2017, mantém-se o desconto de 50% nas tarifas.

Dúvidas Sobre a Resolução 482/2012

O que é o Sistema de Compensação de Energia Elétrica
Quanto custa uma micro ou minigeração distribuída (painéis solares, geradores eólicos, turbinas hidráulicas etc)?
A distribuidora pode impedir a conexão de um micro ou minigerador tendo como justificativa a redução da flexibilidade de operação?
De quem é a responsabilidade financeira pelas obras no sistema de distribuição para conexão da central geradora?
Os micro e minigeradores distribuídos participantes do sistema de compensação de energia devem assinar contratos de geração?
É dispensável a assinatura de contratos de uso e conexão para a central geradora que não participar do sistema de compensação de energia elétrica da distribuidora?
Qual é a ordem a ser obedecida para a compensação dos créditos de energia ativa no sistema de compensação de energia?
A energia reativa deve fazer parte do sistema de compensação de energia, nos mesmos moldes da energia ativa?
É possível usar instalações de outro consumidor para instalar uma micro ou minigeração?
É possível realizar a medição por meio de dois medidores unidirecionais?
Em qual nível de tensão os micro e minigeradores serão conectados?
É possível a instalação de micro ou minigerador em unidade do consumidor de baixo consumo situada em zona rural?
É possível a geração elétrica proveniente de cogeração qualificada com potência instalada superior a 1 MW participar do sistema de compensação de energia?
Geradores clandestinos podem ser desconectados da rede de distribuição?
Caso haja impedimento de acesso ao medidor, como deverá ser feito o faturamento?
Como se dará a recuperação da receita por irregularidade na medição do consumo de energia elétrica num micro ou minigerador?
O que é o Sistema de Compensação de Energia Elétrica
Quanto custa uma micro ou minigeração distribuída (painéis solares, geradores eólicos, turbinas hidráulicas etc)?
A distribuidora pode impedir a conexão de um micro ou minigerador tendo como justificativa a redução da flexibilidade de operação?
De quem é a responsabilidade financeira pelas obras no sistema de distribuição para conexão da central geradora?
Os micro e minigeradores distribuídos participantes do sistema de compensação de energia devem assinar contratos de geração?
É dispensável a assinatura de contratos de uso e conexão para a central geradora que não participar do sistema de compensação de energia elétrica da distribuidora?
Qual é a ordem a ser obedecida para a compensação dos créditos de energia ativa no sistema de compensação de energia?
A energia reativa deve fazer parte do sistema de compensação de energia, nos mesmos moldes da energia ativa?
É possível usar instalações de outro consumidor para instalar uma micro ou minigeração?
É possível realizar a medição por meio de dois medidores unidirecionais?
Em qual nível de tensão os micro e minigeradores serão conectados?
É possível a instalação de micro ou minigerador em unidade do consumidor de baixo consumo situada em zona rural?
É possível a geração elétrica proveniente de cogeração qualificada com potência instalada superior a 1 MW participar do sistema de compensação de energia?
Geradores clandestinos podem ser desconectados da rede de distribuição?
Caso haja impedimento de acesso ao medidor, como deverá ser feito o faturamento?
Como se dará a recuperação da receita por irregularidade na medição do consumo de energia elétrica num micro ou minigerador?