A Energia Solar é Sustentável? Comprove Agora!

A Energia Solar é Sustentável? Comprove Agora!

A sustentabilidade é um assunto cada vez mais em voga pelo mundo afora, especialmente porque já chegamos ao ponto em que ações para reverter os impactos ambientais gerados pela humanidade se tornaram emergenciais em muitos lugares. Mas será que, de fato, a energia solar é sustentável?

A verdade é que atitudes isoladas não são mais suficientes. Hoje é preciso contar com uma movimentação global para a resolução desses problemas de cunho ambiental.

É nesse cenário que as opções de energias sustentáveis se demonstram ótimas formas de colaboração com o futuro do planeta, tendo como protagonista a inesgotável fonte de energia solar. Um dos mais difundidos meios de geração de energia limpa dos dias de hoje.

Energia Solar é Sustentável

Para afirmar que qualquer tipo de energia é ou não sustentável, precisamos primeiramente analisar seus ciclos de produção e de consumo.

A relação a ser feita a partir daí é bastante lógica: se a natureza tem o potencial de produzir determinada energia de forma mais abundante que os seres a consomem, é dito que o processo é renovável.

Partindo desse princípio, fica fácil entender que o sol realmente é uma fonte energética sustentável, não concorda? Isso sem falar que a captação desse tipo de luminosidade não gera grandes impactos para o ambiente.

O modelo mais simples de aproveitamento da energia solar para o benefício humano consiste nas placas solares fototérmicas, que atuam no aquecimento de água para consumo, já sendo vistas em muitas residências pelo país afora.

O sistema de energia solar fotovoltaico, por sua vez, vai além da função de aquecimento. As células fotovoltaicas captam a energia da radiação solar, convertendo-a em energia elétrica por meio de dispositivos normalmente constituídos de silício, em um processo similar ao que vemos nas luzes de LED, podendo servir como fonte para diversos equipamentos eletrônicos na residência.

Formas de Energia Sustentáveis

Atualmente há 5 formas tradicionais conhecidas pela geração de energia limpa, todas ambientalmente corretas, mas que possuem suas particularidades, tanto positivas como negativas. Que tal dar uma olhadinha em cada uma?

energias renoáveis

1.Vento

Em regiões que recebem vento forte e constante, a principal fonte de energia limpa usada acaba sendo a eólica.

As hélices da turbina acionam um gerador que produz energia elétrica, muito empregado em lugares cuja rede convencional é de difícil acesso.

O efeito negativo dessa tecnologia fica por conta dos impactos visual e sonoro, além da interferência na passagem segura de aves, que acabam muitas vezes colidindo com os equipamentos.

2.Maré

Nas regiões litorâneas, a energia das marés é uma ótima saída sustentável.

Utilizando o movimento das águas como força motriz para o acionamento dos geradores, esse é um processo capaz de abastecer milhares de residências nas proximidades.

O contra dessa alternativa está na dependência de condições específicas para que o mar consiga gerar energia suficiente e em seu altíssimo custo hoje.

3.Biocombustível

A geração de etanol e diesel a partir de extratos vegetais está entre as maiores formas de energias sustentáveis do Brasil.

Por substituir produtos oriundos do petróleo e ainda absorver gás carbônico da atmosfera na fase de plantio, esse processo tem um enorme valor ambiental.

Entretanto, a demanda por grandes espaços de terra para o plantio e a produção de energia é um problema.

4.Biogás

Utilizando a capacidade das bactérias em transformar matéria orgânica em gases para, assim, gerar energia e adubo, esse processo é outro que substitui à altura componentes vindos do petróleo.

O detalhe negativo está na dificuldade em armazenar a grande quantidade de gás gerada, já que o investimento em pressurizadores poderia inviabilizar o processo.

5.Sol

Como já falamos bastante sobre as vantagens desse modelo no post de hoje, vamos focar agora no que poderia ser seu ponto fraco, ok?

O calcanhar de Aquiles dos sistemas que utilizam energia solar teoricamente é a redução em dias chuvosos e nublados, pela baixa incidência luminosa, e inexistência de geração a noite. Mas no caso do fotovoltaico, como a geração e consumo ainda estão vinculados à rede da concessionária, não há risco de faltar suprimento nesses períodos.

A tecnologia é uma das melhores alternativas sustentáveis de geração de energia, auxiliando na economia e cumprindo seu papel para garantir o futuro do planeta.


Conclui-se portanto que realmente a energia solar é sustentável. Como você enxerga a importância da energia solar? Deixe sua opinião aqui nos comentários e aproveite para conferir mais sobre as vantagens e desvantagens das energias renováveis!


SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


2 Respostas a “A Energia Solar é Sustentável? Comprove Agora!”

  1. Luiz Antonio disse:

    Em dias nublados o sistema não funciona ? Tenho observado que mesmo em dias nublados o led verde do inversor acende logo que clareia o dia. Isto não é indicativo de que o sistema está produzindo ?
    Basta a claridade do dia, ou tem que haver calor ?

    1. Gabriel disse:

      Olá Luiz. Em dias nublados o sistema também produz energia, mas como não há incidência direta de luz solar, essa produção é menor que em dias ensolarados.

Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.