Os Benefícios Da Energia Solar Para Quem Tem Carros Elétricos

Os Benefícios Da Energia Solar Para Quem Tem Carros Elétricos

Utilizar energia solar para abastecer carros elétricos é uma forma de potencializar suas principais qualidades: economia e baixo impacto no meio ambiente. Comparado com um veículo tradicional movido a combustão, o carro elétrico polui muito menos e gasta menos com seu abastecimento, afinal, a energia elétrica sai bem mais barata que a gasolina, o etanol ou o diesel.

Ainda assim, o custo de carregamento dos carros elétricos é um tema que gera dúvidas em potenciais compradores. Os valores da conta de luz também flutuam e, com as bandeiras amarela e vermelha, podem ficar um pouco imprevisíveis para quem gasta muita energia.

Por isso, o mais inteligente é utilizar painéis fotovoltaicos para gerar energia e deixar que o sol “encha o tanque” do carro elétrico. Neste artigo, vamos explicar melhor os benefícios da energia solar para quem tem carros elétricos. Vamos tratar os seguintes pontos: 

  • Como se carrega um carro elétrico? 
  • Quanto custa o carregamento de carros elétricos? 
  • Existe carregamento de carros elétricos gratuito? 
  • Como usar a energia solar para abastecer carros elétricos? 

Continue conosco para saber mais sobre essa tecnologia que já se apresenta como o futuro dos transportes. Boa leitura!

Como se carrega um carro elétrico?

Antes de começar a falar sobre as vantagens da energia solar para o carregamento de carros elétricos, vale a pena entender melhor como carregar as baterias desses veículos. E a boa notícia é que isso não é nada complicado: é possível simplesmente ligar o carro em uma tomada. 

Na tensão de 110 volts, as tomadas devem ser de no mínimo 10 amperes e no máximo 20 amperes. Já em 220 volts, as tomadas devem ter corrente de 20 amperes.

Na prática, essas são as tomadas comumente encontradas em qualquer residência e atualmente é até difícil encontrar algo fora desse padrão. O custo para abastecer o carro nessas tomadas é o mesmo, seja qual for a especificação, mas o tempo de recarga varia significativamente. 

Em tomadas de 10 amperes a 110 volts, a maior parte dos carros elétricos leva mais de 36 horas para ter a recarga completa, o que não é muito prático para quem pretende rodar todos os dias. Nas tomadas de 20 amperes e 110 volts, a recarga total também é lenta e pode passar de 24 horas.

Em tomadas de 20 amperes com tensão de 220 volts, a velocidade é consideravelmente maior, mas ainda assim levará mais de 12 horas para “encher o tanque”. Por essa razão os proprietários de veículos elétricos preferem recorrer a uma terceira opção: carregadores de parede, também chamados de Wallbox.

Créditos: Freepik

Carregando o carro elétrico com o Wallbox

O wallbox é um carregador rápido que utiliza uma tomada trifásica para entregar mais energia em menor tempo. O custo de um equipamento desses gira em torno dos R$ 7 mil, mas a boa notícia é que normalmente não é preciso comprar avulso, pois eles já são parte do kit entregue a quem adquire um carro elétrico.

Com o wallbox, 80% da bateria do veículo é recarregada em 6 a 8 horas. Para completar o restante pode ser preciso esperar um pouco mais, mas para rodar diariamente, tanto a autonomia concedida como o tempo de recarga são bem satisfatórios.

O inconveniente aqui é a possível adaptação elétrica necessária para instalar o Wallbox em uma residência, que pode ser monofásica ou bifásica. Além disso, é necessário que o cabeamento que alimenta o aparelho seja exclusivo até o quadro de luz, onde ele vai se conectar com um disjuntor também exclusivo.

O consumo de energia com o wallbox não é maior, assim como o custo na conta de luz. Mas é importante considerar que é necessário um pequeno investimento para a sua instalação.

Créditos: Freepik

Quanto custa o carregamento de carros elétricos?

Para um cálculo exato do carregamento de veículos elétricos é preciso saber a capacidade das baterias do carro e o custo do kilowatt-hora cobrado pela concessionária da região, além de impostos incidentes e eventuais acréscimos de bandeiras na fatura.

Com esses valores, basta multiplicar a despesa com a eletricidade pelo tamanho da bateria. Tomando por exemplo o Chevrolet Bolt, que tem uma capacidade nominal de 66 kWh para atingir sua autonomia máxima de 416 KM, o custo de recarregar seria 66 multiplicado pelo valor do kilowatt-hora.

No Brasil, o valor do kWh mais alto é de aproximadamente R$ 1,00, enquanto o mais barato fica por R$ 0,30. Na média, a maior parte das regiões lida com um preço de R$ 0,70 para o consumidor residencial, incluindo impostos. Considerando este valor, o dono de um Bolt pagaria algo como R$ 46,20 para recarregar as baterias do carro por completo.

É um valor muito mais barato que o de um tanque de gasolina: nesse cenário, o dono do Bolt paga R$ 0,11 por quilômetro rodado. Por outro lado, um Chevrolet Cruze, que é um carro econômico, custa por volta de R$ 0,45 por quilômetro rodado ao seu dono em combustível.

O carro elétrico ainda tem outra vantagem no que tange custos: com bem menos partes móveis em um motor muito mais simples, a manutenção do veículo é bem mais barata e as falhas mecânicas muito menos comuns.

O custo de recarga 4 vezes mais barato que o reabastecimento de um veículo similar parece algo ótimo, mas pode ser ainda melhor: com a energia solar, o gasto de energia do carro elétrico pode ser zerado.

Existe carregamento de carros elétricos gratuito?

Recarregar um veículo elétrico sempre envolverá algum tipo de custo direto ou indireto. Em muitas cidades hoje existe a opção de abastecimento em estações de carregamento rápido em shoppings, mercados e outros espaços compartilhados. 

A resolução 819/2018, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), permite que os serviços de carregamento elétrico de veículos sejam cobrados.  

No entanto, muitos estabelecimentos oferecem essa conveniência sem custos extras para os clientes como cortesia. Portanto, os donos de veículos elétricos podem deixar seus carros carregando enquanto fazem compras sem pagar a mais por isso, por exemplo.

O que normalmente acontece é que os estabelecimentos cobram pelo tempo de utilização do estacionamento. Por isso, se o usuário já tiver que ir ao local por outro motivo, o carregamento acaba saindo de graça. Senão, tem o custo do estacionamento.

Alguns edifícios comerciais já estão equipados com carregadores de carros elétricos, e o custo vem embutido no condomínio. Mas, se o prédio tem um sistema de energia fotovoltaica, esse custo pode se aproximar de zero.  

O mesmo vale para condomínios residenciais que abrigam moradores com carros elétricos. Muitos empreendimentos já estão sendo entregues com estações de carregamento de veículos elétricos nos estacionamentos, enquanto em outros são realizadas adaptações para receber o wallbox. Em ambos os casos, é interessante já se planejar para investir também em painéis fotovoltaicos.

Créditos: Freepik

Como usar a energia solar para abastecer carros elétricos?

É bem fácil utilizar a energia solar para abastecer carros elétricos. Para quem comprou ou pretende comprar um veículo desses, muito provavelmente será necessária uma pequena intervenção para adaptar a estrutura elétrica da residência para o wallbox. O momento pode ser aproveitado para um aprimoramento maior, com instalação da infraestrutura da energia solar, incluindo os cabos e o inversor.

Os painéis não precisam ser adquiridos todos de uma vez. Depois que a infraestrutura está preparada, é fácil aumentar a produtividade do sistema adicionando novos painéis, desde que o inversor tenha sido dimensionado para uma geração maior. Com isso, já é possível começar a gerar em casa e ter energia solar para abastecer carros elétricos.

Uma outra possibilidade é a geração de energia em outros locais, como uma fazenda ou um sítio, em que a conta de luz seja da mesma titularidade da residência em que o carro elétrico será abastecido. Com isso, ainda que a energia não seja gerada junto à carga, é possível obter créditos com a concessionária que serão utilizados para abater os gastos com a unidade consumidora que recarrega as baterias do veículo.

Por fim, o proprietário de um carro elétrico sempre pode sugerir a energia solar como opção para o seu condomínio ou local de trabalho, o que pode, pelo menos, reduzir os gastos com a carga das baterias.

Quais são os principais benefícios da energia solar para quem tem carro elétrico? 

Economia no abastecimento

Se você chegou até aqui, provavelmente já concluiu que os custos são um dos principais benefícios de usar a energia fotovoltaica no carregamento dos carros elétricos. A energia solar é hoje a opção mais econômica e ecológica para o abastecimento de carros elétricos. 

Créditos: Freepik

Os gastos com a carga das baterias pode ser bem menor que o tanto gasto por um carro a combustão em postos de combustíveis, mas só com a energia solar eles serão praticamente zerados. Mas ainda há outras vantagens, veja a seguir. 

Sustentabilidade

Os veículos particulares foram, durante décadas, grandes vilões do meio ambiente. Além de boa parte deles ainda usar combustíveis fósseis para se locomover, geram muitos resíduos para a atmosfera e normalmente carregam apenas uma pessoa. 

Com a popularização dos carros elétricos isso pode mudar. Mas o cenário fica ainda mais revolucionário com a utilização da energia fotovoltaica. A energia elétrica produzida a partir da radiação do sol é uma das mais sustentáveis que se conhece atualmente. Além de não gerar resíduos, ainda advém de uma fonte praticamente inesgotável, que é o Sol. 

Conveniência

Atualmente, já existem postos de abastecimento para os veículos elétricos. Mas ter essa tecnologia dentro de casa — ou do condomínio — é incomparável em termos de conveniência. 

Não precisar esperar em uma área externa enquanto o veículo carrega pode ser determinante em termos de qualidade de vida. Ao mesmo tempo em que o carro está na tomada, você pode jantar com a família ou curtir uma piscina. Difícil competir com isso, não é mesmo? 

Os veículos elétricos estão em curva ascendente nas preferências dos consumidores, e há razões para pensar que serão a maioria dentro de alguns anos. Por isso, os condomínios deveriam começar a se adaptar desde agora a essa realidade. Contando com uma empresa experiente, a implementação da ideia fica bem mais simples e segura.  

A SolarVolt é uma referência no assunto, com mais de 60.000 kWp em projetos homologados, ao longo de quase 10 anos de funcionamento. 

A empresa conta com uma equipe de especialistas que pode dimensionar, projetar e instalar o sistema de energia solar ideal para carregar um veículo elétrico e atender as outras demandas da casa. Se você quer saber quanto precisa investir para ter a energia solar no seu empreendimento, peça um orçamento agora mesmo.

Revisado por:

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe uma resposta

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.