Energia heliotérmica: o que você precisa saber

Energia heliotérmica: o que você precisa saber

A busca por novas fontes de energia é um assunto que tem ganhado mais e mais força nos últimos anos. Para essa demanda, há uma oferta variada de fontes alternativas. Uma delas, por exemplo, é a energia heliotérmica, que entenderemos melhor a seguir.

A crise hídrica que assola o país anda preocupando os brasileiros, que começam a sentir o desconforto de não terem água em casa para necessidades básicas.

Os baixos níveis dos reservatórios não apenas geram falta d’água nas torneiras, como também trazem o aumento das contas da energia elétrica. Isso acontece porque os reservatórios não tem mais o mesmo potencial de propiciar a produção de energia elétrica. Como resultado, a bandeira vermelha aparece nas contas de energia, que apresentam valores assustadores no final do mês.

Além disso tudo, o atual cenário de crise econômica que enfrenta o país vem aterrorizar ainda mais a população, que anda às voltas procurando soluções eficientes e econômicas a qualquer custo.

Dessa forma, já deu para perceber que a busca por fontes alternativas de energia deixou de ser uma tendência para se tornar, praticamente, uma obrigação.

É aí que se encaixa a energia heliotérmica, pois é uma fonte de energia alternativa, limpa e econômica. Deseja entender um pouco melhor sobre essa de fonte de energia alternativa? Confira o nosso post de hoje.

O que é mesmo energia heliotérmica?

Energia heliotérmica é o nome técnico para a energia termossolar. Termossolar, por sua vez, remete à ideia de sol e temperatura, certo? Certíssimo! Esse é exatamente o diferencial dessa tecnologia em relação aos sistemas mais conhecidos de energia solar, onde a luz do sol é captada através de painéis fotovoltaicos.

Na energia heliotérmica o processo de geração de energia elétrica é indireto, pois o que aproveita-se não só a energia solar propriamente dita, mas sim o calor do sol.

Os raios solares são captados por meio de espelhos, que concentram calor em um ponto (receptor). Nesse ponto um fluido térmico é aquecido e, posteriormente, aquece água armazenada que evapora, movimenta turbinas e aciona um gerador para geração de energia elétrica.

Parece complicado, mas é um processo simples de transformação de energia mecânica em energia elétrica, comumente aplicado em usinas termoeléricas.

Benefícios desse tipo de energia

A principal vantagem do uso da energia heliotérmica é, sem dúvida, a responsabilidade ambiental. Esse é um tipo de energia limpa e renovável que não gera, durante seu processo, emissão de gases poluentes para a atmosfera.

Há quem aponte os custos iniciais de implantação do sistema heliotérmico como uma desvantagem, mas até esse aspecto pode ser superado, afinal o prazo médio para retorno do valor investido é relativamente curto se comparado a outras alternativas: 2 ou 3 anos.

Expectativas de uso no futuro

Infelizmente, o Brasil ainda não está inserido na lista dos países que mais aproveitam a energia solar. Mas as expectativas são as melhores possíveis.
Apesar de não existir geração de energia heliotérmica em larga escala, o país conta com áreas, principalmente no nordeste brasileiro, com características propícias a instalação de usinas de geração de energia heliotérmica: elevados índices de irradiação solar, baixos índices pluviométricos e baixa presença de nuvens.

Tudo isso mostra que o potencial energético do Brasil é excelente para aproveitamento de energia solar. Seja a geração de energia pelo sistema fotovoltaico ou termossolar, a utilização de energia solar é, de fato, uma medida sustentável.

Contudo, apesar de o Brasil ter tido um forte avanço na questão da implementação da energia solar como uma fonte alternativa de energia, essa área ainda tem muito a evoluir.

O importante mesmo é estar atento à adoção de atitudes sustentáveis, conhecendo sempre diferentes tecnologias para aproveitar a energia solar. Só assim poderemos dar a nossa contribuição para a construção de cidades mais sustentáveis.

E aí, conseguiu entender um pouco mais sobre energia heliotérmica e os impactos do uso desse tipo de energia renovável? Deixe um comentário no nosso post. Até a próxima!

Imagem: Energia Heliotérmica. Fonte: https://bit.ly/1kWo9X9

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


3 Respostas a “Energia heliotérmica: o que você precisa saber”

  1. Avatar Carlos Braga disse:

    Muito triste assistir a toda essa crise energetica em um pais com ‘enorme’ potencial solar!… Nosso modelo politico-economico e’ o que tem de mais atrasado no panorama mundial , e vem prejudicando de forma drastica nosso desenvolvimento (no papel e’ uma coisa, mas quando tentamos levar para a pratica, sem uma propinazinha, a coisa nao acontece). Um absurdo nao termos politicas inteligentes, eficientes e eficazes para aproveitamento de fontes limpas. Uma pena!

  2. Eu queria saber se esse tipo de energia heliotermica está disponível para operar em residências, como as placas fotovoltaicas!

    1. Avatar Gabriel disse:

      Leonardo, a energia heliotérmica hoje só se mostra viável para grandes centrais. Existem projetos experimentais de microusinas do tipo apenas.

Deixe uma resposta

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.