Energia solar compartilhada

A energia solar pode ser considerada um marco para muitos consumidores quando falamos de geração de energia em nossa sociedade. A energia solar veio proporcionar a todos nós uma forma de participação e implementação de geração de energia limpa e sustentável em nossas vidas.

Com isso, observamos que o crescimento do consumo da energia solar no Brasil, por meio da oferta de linhas de financiamento e incentivos governamentais, trouxe a possibilidade da energia solar compartilhada.  

A geração compartilhada é uma das modalidades da geração distribuída e foi criada no ano de 2015 pela ANEEL por meio da Resolução 685/2015.  A modalidade de geração compartilhada é definida pela Resolução como uma reunião de consumidores de energia, dentro da mesma área de concessão ou permissão, por meio de consórcio ou cooperativa, composta por pessoa física ou jurídica, que possua unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída em local diferente das unidades consumidoras nas quais a energia excedente será compensada;

Isso fez com que a energia solar compartilhada estivesse ao alcance de muitos consumidores,  pois, permite que diferentes casas, imóveis e etc possam usufruir dos frutos de um único sistema de geração de energia instalado. Essa geração deixa o Brasil em uma curva ascendente na utilização de fontes de energia alternativas e consideradas limpas, garantindo economia e sustentabilidade para as pessoas tanto no âmbito físico quanto jurídico.

Regras para utilizar a energia solar compartilhada:

A energia solar compartilhada pode ser utilizada em residências, comércios, sítios, indústrias, empresas de pequeno porte, etc.., ou seja, é democrática e várias pessoas podem ser beneficiadas, mas existem algumas exigências para utilizar geração compartilhada. Abaixo listamos quais são:

  • Pode ser direcionada à pessoa física ou jurídica;
  • Estar dentro da mesma área de concessão ou permissão;
  • Ser utilizada por meio de consórcio ou cooperativa
  • Possuir unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída;
  • O local onde ocorre a geração da energia a ser compartilhada deve ser diferente de onde ela será compensada.

Vantagens no uso da geração de energia solar compartilhada

Existem algumas vantagens quando você investe em energia solar compartilhada, que vão além da praticidade e solução, mesmo em áreas não adequadas para a instalação.

Seguem abaixo alguns dos maiores benefícios que você irá obter ao realizar este investimento:

Segurança

Sempre estamos em busca de segurança, principalmente quando envolve a aplicação de nosso dinheiro em uma maneira de gerar economia, onde queremos evitar o máximo possível de perdas e riscos. 

Com a geração de energia solar compartilhada você não terá surpresas negativas ao longo do tempo, pois seus equipamentos têm alta durabilidade e são econômicos.

Economia

Sabemos que a geração de energia compartilhada deve ser compreendida como um investimento a longo prazo. Ela garante um retorno financeiro relevante, que será pago ao longo do uso do sistema de energia. Além de recuperar o seu investimento devido à economia gerada pelo sistema, a energia solar também propicia o “congelamento” do valor da fatura. Esse é um ponto importante, visto que o Brasil possui um aumento médio histórico de 9,6%a.a no preço da tarifa.

Percebe-se a redução de perdas

A geração de energia solar compartilhada tem uma outra grande vantagem, que é a viabilidade de um sistema de créditos energéticos com a concessionária local.

Aqui, existe uma relação entre o consumidor e a empresa e esta faz com que os custos com materiais e mão de obra possam ser compartilhados, permitindo que haja menos despesas ao distribuir energia para os consumidores.

Diminuição dos impactos ambientais

Para que você se convença que a geração de energia solar compartilhada é um bom investimento e deverá ser utilizada o quanto antes, lhe trago mais uma vantagem: ela contribui para a preservação do meio ambiente. 

Você é uma pessoa que pensa em sustentabilidade e quer fazer a diferença para o futuro do país? Então, além de economizar, poderá contar com uma produção de energia ecologicamente correta, considerada uma forma limpa e inesgotável, por ser obtida através de um bem que a natureza nos dá, o Sol.

Como utilizar a geração de energia solar compartilhada

Está convencido de que deverá fazer este investimento em energia solar compartilhada o quanto antes? Então vamos lhe apresentar as maneiras de utilizá-la, pois existem alguns passos que devem ser seguidos.

Seguindo cada etapa, você estará fazendo todos os procedimentos corretos para que o compartilhamento de energia seja eficiente e alcance as necessidades de todas as pessoas ou empresas envolvidas. 

Primeira etapa: Estude sobre consórcios e cooperativas para geração de energia solar distribuída

O primeiro passo que deve ser tomado para que consiga formalizar a utilização de geração compartilhada em seu imóvel, é levar em consideração os comunicados realizados pela Procuradoria Federal junto à ANEEL, que diz respeito às formas de união entre as empresas para consórcios, tais como:

  • Caso o consórcio possua personalidade jurídica (sendo, portanto, o titular da usina), é preciso seguir a Lei nº 6.404/76 e a Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº 1.634/2016;
  • Caso a titularidade do consórcio fique a cargo de uma administradora de consórcio, deve-se seguir a Lei nº 11.795/2008.

Para formalizar o seu contrato, seja através da cooperativa ou do consórcio, é fundamental que seja observado o modelo da Lei nº 11.795/2008 para fins jurídicos ou previstos no parágrafo 6º do artigo 4º da Resolução Normativa nº 482/2012 da ANEEL.

Veja mais sobre o tema e conheça as vantagens que você poderá encontrar nas cooperativas solares, clicando aqui.

Segunda etapa: Conte com o auxílio de profissionais qualificados

Como existem muitas normas a serem seguidas, é essencial que conte com profissionais de qualidade para lhe auxiliar neste processo de compartilhar a energia solar gerada.

Assim como em todas as áreas de nossa vida, precisamos ter pessoas de qualidade para fazer com que tudo seja feito da maneira ideal e não venha a lhe trazer problemas futuros. Está pensando em fazer um projeto de geração de energia compartilhada? Entre em contato conosco para saber mais a respeito.

Terceira etapa: Escolha o local de instalação do sistema fotovoltaico

A empresa de sua escolha terá o papel de decidir o melhor local para a instalação do sistema de energia solar, que gera energia suficiente para ser utilizada naquele local e traga sobras para ser compartilhada.

A área escolhida deve estar de acordo com as diretrizes regularizadas pela ANEEL e estar cadastrada na distribuidora de energia que atende à região, onde o consumidor, ou proprietário, deverá solicitar uma conexão à distribuidora local para tornar-se uma unidade consumidora e, assim, dar início à sua distribuição compartilhada. Caso tenha visto que a energia solar compartilhada poderá fazer parte da sua vida, não deixe de conversar conosco, para que possamos lhe explicar ainda mais detalhes sobre o assunto. Além disso, você poderá acompanhar mais detalhes de perto, sobre o seu projeto.

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.