Energia solar e aquecimento solar: qual é a diferença?

Energia solar e aquecimento solar: qual é a diferença?

É comum ocorrer confusão quando o assunto é energia solar fotovoltaica e aquecimento solar. Isso acontece, principalmente, porque nos dois casos é utilizado o sol como fonte energética. Entretanto, apesar de utilizarem a mesma fonte de energia, os dois funcionam de formas distintas. 

A maioria dos aparelhos eletrônicos que utilizamos no nosso dia-a-dia são movidos por energia elétrica, de forma que somos completamente dependentes de eletricidade. Desse modo, a utilização de energia pode ser percebida como um dos maiores avanços da história da humanidade. 

Historicamente, a descoberta de que era possível utilizar energia solar proveniente do sol foi feita no século XIX. Apesar disso, a busca por fontes de energia renováveis é recente, ganhando destaque apenas há algumas décadas, em um momento em que as questões de sustentabilidade começaram a aparecer no cenário mundial. 

O futuro da energia

A sustentabilidade ambiental ganhou notoriedade mundial em virtude, principalmente, de estudos e descobertas feitas por ambientalistas e estudiosos da área. Os estudos apontam, cada vez mais, o fato de que a sociedade e o meio ambiente não conseguirão se manter por muito tempo, caso continuem utilizando os recursos naturais de forma desenfreada e poluindo o ecossistema.  

Uma reportagem da revista Exame destacou que o setor de energia é, atualmente, um dos que mais emitem gases poluentes na atmosfera. A revista trouxe dados baseados em um estudo publicado no periódico científico Nature Communications. O periódico apontou que, se adotada a utilização de fontes renováveis para geração de energia, a redução da emissão de carbono pode chegar à 80%, até 2050

Diante desse cenário, torna-se cada vez mais importante fazer escolhas sustentáveis. Essas escolhas vão desde as coisas mínimas, como reduzir o uso de papel, até alguns exemplos maiores, como utilizar energia limpa, ou seja, que não prejudica o meio ambiente. Além disso, é importante lembrar que a energia renovável, na maioria das vezes, representa economia para o seu bolso. No caso da energia solar fotovoltaica, por exemplo, é possível fazer uma redução de até 95% na sua conta de energia. 

Por isso, se você considera a possibilidade de começar a pensar e agir de forma sustentável, e ainda diminuir o orçamento final da sua casa ou empresa, é importante saber a diferença entre essas duas formas que podem ser tão confundidas: energia solar fotovoltaica e aquecimento solar. 

Sistema de Aquecimento Solar

O aquecimento solar, como o próprio nome sugere, consiste na captação do calor do sol e da sua transmissão para o aquecimento da água. A captação é feita por meio de coletores e reservatórios. Essas placas coletoras, chamadas placas fototérmicas, são instaladas sobre as lajes ou telhados, com inclinação para o norte – aqui no hemisfério Sul -, pois assim conseguem captar mais radiação solar. Os coletores possuem tubos de cobre chamados de “aletas”. É por meio dessas aletas que a radiação é transmitida para outros tubos, onde se encontra a água que será aquecida. Uma vez que essa água é aquecida, ela será levada para o reservatório, chamado “boiler”. No reservatório, a água é retida e usada posteriormente.

É importante que, no momento de fazer a aquisição de um sistema de aquecimento solar, seja calculado, em média, a quantidade de água que será utilizada. Por exemplo: a quantidade de banhos tomados diariamente na residência, assim como a quantidade de chuveiros e torneiras que existem na casa. Dessa forma, pode-se ter uma ideia da necessidade de cada consumidor.

Como podemos perceber, o aquecimento solar têm um funcionamento mais simples, entretanto, é importante destacar que essa simplicidade tem como resultado um sistema limitado, que não trará tantos benefícios e, especialmente, tanta economia.

Sistema de Energia Solar Fotovoltaica

Como foi dito no início, o sistema de energia solar fotovoltaica é uma inovação mais recente. Apesar disso, ela vem se consolidando rapidamente no Brasil e no mundo.

Ao optar pela utilização do sistema fotovoltaico, é possível que o consumidor tenha sua própria usina, podendo produzir, assim, sua própria energia. Além disso, ao gerar sua própria energia, você deixa de ser refém das distribuidoras tradicionais de energia.

Os painéis fotovoltaicos são constituídos por camadas de várias células, normalmente de silício. Diferente das placas fototérmicas, que geram apenas aquecimento, as placas fotovoltaicas geram energia elétrica, o que faz com que o processo seja mais complexo. Quando a camada mais fina, a de carga negativa, é atingida pelos raios solares e absorve fótons (partículas energéticas) suficientes, seus elétrons são transferidos para a camada mais grossa, de carga positiva. Dessa forma, é criada uma diferença de potencial entre as duas camadas. Ou seja, enquanto há incidência de sol, a associação das várias células fotovoltaicas e sua ligação a uma carga geram circulação de elétrons pelo circuito, resultando na geração de corrente elétrica. 

É importante destacar que a energia solar fotovoltaica pode ser produzida por meio de três modalidades diferentes de geração: 1) Geração isolada – centrais geradoras não conectadas à rede de distribuição de energia elétrica, conhecidas como off-grid; 2) Geração distribuída – sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica da concessionária, conhecidos como on-grid ou grid-tie; 3) Geração Centralizada – usinas solares de grande porte.

Sistema fotovoltaico: formas de distribuição

Existem variações, também, na quantidade de energia produzida, que podem ser classificadas em dois grupos: 1) Minigeração: potência instalada superior a 100 kW e inferior ou igual a 1 MW; 2) Microgeração: potência instalada menor ou igual a 100 kW. 

Escolhendo o sistema de energia solar fotovoltaico, o consumidor precisará adquirir o kit de energia solar. O kit é constituído pelos seguintes equipamentos: inversor solar, medidor bidirecional, estrutura de fixação, cabeamento, conectores e módulos – ou placas fotovoltaicas. 

Outro ponto importante em relação ao sistema fotovoltaico é seu  modelo de compensação: sempre que houver excedente energético, ou seja, sempre que a unidade geradora produzir mais energia do que consumir, o excedente poderá ser injetado na rede elétrica da distribuidora, gerando créditos de energia, que poderão ser usados posteriormente em forma de abatimento em outras contas no nome do mesmo titular ou para contas do mesmo endereço, com um prazo de até cinco anos para utilização.  

Maiores diferenças entre sistema de aquecimento solar e sistema de energia solar fotovoltaica 

  • Custo: O custo inicial do sistema de aquecimento solar é menor que o investimento em um sistema fotovoltaico. Entretanto, vale lembrar que a economia posterior será igualmente menor.  Segundo fabricantes do sistema, o retorno do investimento acontece entre dois e três anos. Já o investimento em um sistema de energia solar fotovoltaico talvez seja um pouco maior, mas a economia também será mais significativa. O retorno do investimento varia entre 3 e 5 anos. 
  • Vida útil dos equipamentos: no caso dos equipamentos de um sistema de aquecimento solar, a vida útil é de, aproximadamente, 20 anos, com garantia média de 5 anos;  já no caso do sistema solar fotovoltaico, os fabricantes garantem 90% da potência até o décimo segundo ano e 80% em 25 anos. 
  • Instalação: a instalação do sistema de aquecimento solar tende a ser mais simples, uma vez que não precisa de nenhuma ligação à rede da distribuidora. No geral, a instalação desse sistema exige, apenas, que o coletor solar seja instalado com a inclinação correta, que seria a inclinação equivalente à latitude do local + 10 graus. Já no sistema de energia solar fotovoltaica, a instalação é um pouco mais burocrática, uma vez que o sistema precisa funcionar de forma conjunta com a rede pública de energia; nesse caso, é preciso solicitar aprovação da distribuidora e submeter a instalação do sistema fotovoltaico à vistoria da mesma. Após o sistema ser instalado e vistoriado, a distribuidora deve realizar a troca do medidor por um equipamento bidirecional, de forma que a entrada e saída de energia sejam registradas

Por fim, como podemos perceber, a principal diferença pode ser encontrada no serviço ofertado pelos dois sistemas: o sistema fotovoltaico se caracteriza por ser mais econômico, uma vez que a redução será na utilização de vários produtos, enquanto o aquecimento térmico se limita apenas ao aquecimento da água.

Ficou mais alguma dúvida sobre a diferença entre energia solar e aquecimento solar? Deixa pra gente nos comentários. 🙂

Márcia Lima
Márcia Lima

2 Respostas a “Energia solar e aquecimento solar: qual é a diferença?”

  1. Avatar João Mendes Machado disse:

    Excelente a explicação. Linguagem simples e de fácil entendimento.

    1. Avatar Márcia Lima disse:

      Bom dia, João! Que bom que você gostou do nosso conteúdo. Qualquer dúvida, é só falar com a gente. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.