Energia solar em apartamentos: saiba como funciona

Energia solar em apartamentos: saiba como funciona

Segundo reportagem da Veja, o Brasil é o sexto colocado em energia elétrica mais cara do mundo. Uma alternativa para os consumidores brasileiros não se assustarem com a conta no fim do mês é investir na própria geração. Quer saber mais detalhes? Podemos ter energia solar em apartamentos?

Neste artigo, trazemos algumas informações sobre o assunto. Acompanhe a leitura e entenda mais sobre essa tecnologia e como ela funciona.

Amparo legal da geração própria

A ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica, autarquia criada para regular o setor elétrico brasileiro, por meio da Resolução Normativa ANEEL 482/2012 estabelece que o consumidor pode gerar sua própria energia elétrica.

A partir daí as empresas que fornecem energia elétrica, chamadas de concessionárias, criaram normas para que a geração fosse possível, mas sem prejudicar a qualidade da energia já ofertada, além de preservar pela máxima segurança do consumidor empreendedor.

Os equipamentos principais para a geração própria

Painel solar

É um conjunto de células fotovoltaicas que convertem a luz do sol em energia elétrica.

Inversor de frequência

Equipamento elétrico cuja principal função é dar um tratamento à energia gerada pelo painel solar para que seja possível sua utilização nos apartamentos ou seu empréstimo às concessionárias de energia elétrica.

Relógio bidirecional

Relógio cuja função é a mesma daquele que existe nos padrões de energia convencionais.

Esse, porém, conta com a capacidade de medir tanto a energia que os apartamentos utilizam durante a noite quanto aquela excedente e que é emprestada à concessionária durante o dia.

Equipamentos acessórios

São todos os cabos elétricos, disjuntores de proteção e quadros necessários para esse processo.

Como funciona a energia solar em apartamentos?

Todos os equipamentos necessários para a geração própria devem ser instalados de forma técnica por empresa responsável. Depois disso, a iluminação do sol já pode ser usada para gerar energia.

Essa, por sua vez, recebe tratamento pelo inversor de frequência, que a disponibiliza para o relógio bidirecional, que analisa a potência demandada pelos apartamentos.

O relógio só registrará consumo a ser pago à concessionária se a demanda dos apartamentos for superior à máxima capacidade de geração das células fotovoltaicas.

Se a demanda dos apartamentos for inferior, a energia que sobra será “emprestada” à concessionária e contabilizada como crédito, que poderá ser abatido das contas de energia elétrica.

Durante o período noturno, não ocorre geração de energia porque não há a presença do sol. Somente nessa condição haverá a plena dependência da energia comprada.

Benefícios desse investimento

Devido ao fato de não fazer uso de baterias, a energia solar não contribui com a poluição ambiental, além de ter custo mais acessível — afinal, baterias tornariam o investimento bem mais oneroso.

Os painéis fotovoltaicos também possuem, em geral, garantias de até 25 anos das fábricas.

Devido ao número reduzido de equipamentos e a respectiva simplicidade, a instalação é muito rápida e tem custo desprezível de manutenção. Isto contribui para um payback curto.

Além do benefício direto, que é a redução dos gastos com energia elétrica, há também um impacto sobre a questão da responsabilidade social, uma vez que essa forma de geração produz energia limpa e renovável.

O edifício ou empresa que fizer tal investimento poderá ganhar destaque, seja no bairro ou ramo de atuação, tornando-se modelo de boa conduta.

Viu como hoje é simples e possível produzir sua própria energia?

Se quiser saber mais, aproveite e peça um orçamento sem compromisso com a gente! Passamos pra você uma simulação gratuita do projeto solar fotovoltaico da sua casa ou empresa. Assim, você planeja com calma a instalação, vê quanto vai economizar por mês na conta de energia e o tempo de retorno sob o investimento. Basta preencher o formulário abaixo para entrarmos em contato com você.

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


4 Respostas a “Energia solar em apartamentos: saiba como funciona”

  1. LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA disse:

    Moro em um condomínio, caso eu queira fazer sozinho está instalação sem os outros condôminos , posso fazer?

    1. SolarVolt Energia disse:

      Boa tarde, Luiz Carlos! Sim, é possível instalar um sistema fotovoltaico sem os demais condôminos. Para maiores informações, por gentileza entre em contato com nosso time comercial pelo email [email protected]. Será um prazer atendê-lo!

  2. Jorge disse:

    Faço parte do conselho de administração de um condomínio vertical e gostaria de propor a instalação de painéis fotovoltaicos para a geração de energia para os apartamentos. É viável fazer isso em prédios já construídos e habitados?

    1. SolarVolt Energia disse:

      Ei Jorge, tudo bem? Sua pergunta é muito interessante e eu tenho a resposta perfeita pra ela!
      Em seu blog, Gabriel Azevedo (vereador de BH e um dos clientes satisfeitos da SolarVolt) dá detalhes de todas as etapas que sucederam a instalação do sistema solar fotovoltaico do seu condomínio. Confira todo passo-a-passo realizado por ele: https://blog.gabrielazevedo.com/uso-de-energia-solar-se-amplia-no-brasil/
      Se ainda houver alguma dúvida, não hesite em nos procurar! Podemos auxiliá-lo em todas as etapas até a instalação.
      Forte abraço.

Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.