Energia Solar: Vantagens e Desvantagens de Usá-la desde o Canteiro de Obras até o Empreendimento Pronto

Energia Solar: Vantagens e Desvantagens de Usá-la desde o Canteiro de Obras até o Empreendimento Pronto

A construção civil é uma das maiores responsáveis pelo consumo de energia elétrica no Brasil. Por isso, vale a pena analisar com cuidado as oportunidades trazidas pela energia solar, vantagens e desvantagens dessa tecnologia.

Segundo o Anuário Estatístico de Energia Elétrica, mais da metade da energia produzida no país vai para os canteiros de obras. De um lado, é verdade que os equipamentos usados para a construção consomem bastante energia. De outro, estudos apontam que o uso desse recurso poderia ser mais eficiente.

Por isso, a união da energia solar com a construção é uma boa parceria. Neste artigo, vamos explicar as vantagens e desvantagens da energia solar na construção civil e também indicar como fazer essa implementação. Continue lendo e atualize-se!

Por que a energia solar na construção civil é importante?

O Brasil é um dos países que, em 2015, assinaram o documento “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, da ONU, onde estão listados todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A ideia desse pacto foi que os países signatários assumissem o compromisso de tomar medidas práticas e efetivas para alcançar metas de sustentabilidade até o ano de 2030. Com isso, o mundo conseguiria frear a degradação dos recursos naturais provocada pelo seu uso impensado.

Um desses ODS diz respeito ao investimento em energia acessível e limpa. É exatamente nesse ponto que entra a energia fotovoltaica. Retirada do sol, esta é uma das fontes energéticas mais limpas e sustentáveis já inventadas pelo homem.

Sendo um país de clima tropical na maior parte do seu território, o Brasil tem uma excelente exposição aos raios do Sol durante todo o ano. Assim, a energia solar apresenta-se como um dos melhores caminhos para o Brasil alcançar o ODS referente ao uso de uma energia que tenha menos impactos para os recursos naturais do planeta.

Isso vale particularmente para os canteiros de obras. Como já vimos, a construção civil é uma das maiores consumidoras de energia do Brasil, e o setor tem má fama em sua relação com o meio ambiente.

Portanto, se você se preocupa com o tema da sustentabilidade — e deveria, uma vez que é um assunto que está na ordem do dia —, a incorporação da energia solar na construção civil é uma ótima maneira de contribuir para a solução do problema. 

Mas a sustentabilidade é apenas um dos aspectos que fazem da energia fotovoltaica uma boa opção para a sua obra. Existe ainda o fator econômico: o setor das energias sustentáveis está em franco crescimento e pode abrir muitas oportunidades em um futuro próximo. 

Nos próximos tópicos, vamos entender melhor sobre a energia solar, vantagens e desvantagens e os usos possíveis.

3 usos para a energia solar na construção civil

A energia solar pode ser usada de várias maneiras na construção civil e pode acompanhar o empreendimento desde a obra até depois que os moradores já estiverem instalados em suas casas. Vamos ver os três usos principais para esse recurso.

1. Aquecimento de água

SolarVolt - Energia solar no canteiro de obra

Um dos usos mais comuns para a energia solar é o aquecimento da água em casas e apartamentos. Essa água pode ser usada tanto em chuveiros e torneiras, quanto em piscinas e banheiras. É possível regular a temperatura da água, que fica bastante agradável para um banho quente.

2. Alimentação completa dos aparelhos elétricos

Mas é possível ir além no aproveitamento da energia solar. Com a instalação de uma usina fotovoltaica, você pode alimentar todos os aparelhos e motores elétricos do canteiro de obras e das futuras residências do empreendimento.

Para isso, basta fazer o cálculo estimado do consumo mensal e instalar a quantidade de painéis solares adequados para a produção da quantidade certa de energia elétrica.

3. Venda do excesso de produção

Você sabia que a energia solar na construção civil permite uma dupla economia? De um lado, o usuário da energia solar passa a pagar uma conta de luz muito menor. Por outro lado, ele pode vender o excedente da produção de energia.

Em condomínios residenciais, isso pode acontecer nos meses de férias por exemplo. Com vários moradores em viagem, o consumo de energia é muito menor do que o usual. Isso faz com que haja uma sobra de energia produzida que não é usada. Esse excedente pode ser vendido, convertido em créditos para o condomínio.

SolarVolt - Energia solar no canteiro de obra

Energia solar: vantagens e desvantagens

Por mais positiva que seja, é claro que a energia solar tem vantagens e desvantagens também. Saber as limitações da tecnologia são importantes para você se antecipar e contorná-las. Por outro lado, quando você sabe dos pontos positivos, pode aproveitá-los ao máximo. A seguir, vamos apresentar os prós e os contras da energia solar fotovoltaica na construção civil.

Vantagem: contribui com a reputação da empresa

A reputação empresarial é a percepção que os diferentes públicos (investidores, consumidores, fornecedores, funcionários etc.) têm da sua marca. Ela é um ativo que pode ser comparado a uma poupança de apreço que os públicos têm pela marca. Em momentos cruciais, ela pode ser acionada para que a empresa possa sair de situações difíceis sem um grande prejuízo da imagem.

Especialistas em marketing consideram a reputação um pré-requisito para a saúde e o sucesso de longo prazo de uma empresa. Isso acontece porque nenhuma empresa pode sobreviver ao longo dos anos se não tiver uma boa relação com os seus públicos.

O uso de energia solar no canteiro de obras é uma ação positiva e percebida positivamente pelos públicos. Assim, ao usar essa tecnologia, a empresa está contribuindo para uma imagem mais positiva e para uma melhor reputação no mercado.

Vantagem: valorização dos imóveis

A sustentabilidade é uma preocupação real dos consumidores atualmente. Diante da possibilidade de escolha, muitos optam pelo produto mais sustentável, e isso vai da renúncia ao canudo de plástico até a compra de um imóvel.

Assim, a energia solar é percebida como um valor adicional do empreendimento. Isso, é claro, além de a tecnologia proporcionar economia a longo prazo com as futuras contas de luz. Por isso, existem indicadores apontando que os consumidores estão dispostos a pagar mais por imóveis que tenham a energia solar incorporada em seus projetos.

Vantagem: protege a obra de variações nas tarifas de energia

Quando a energia solar é implementada ainda no canteiro de obras, ela pode representar uma vantagem competitiva e uma fonte de economia para a construtora. Os governos federal e estaduais têm implementado, nos últimos anos, a chamada bandeira vermelha da energia elétrica, em uma tentativa de gerar economia no consumo desse recurso.

As obras que funcionam abastecidas pela energia solar não dependem da eletricidade fornecida pelas concessionárias. Assim, estão imunes às variações no preço da energia elétrica no estado, independentemente da bandeira que esteja em vigor.

Desvantagem: preço alto da tecnologia

O preço de implementação ainda é uma das maiores objeções à implementação da energia solar fotovoltaica nos empreendimentos. No entanto, basta fazer os cálculos para ver que o investimento compensa. Em alguns anos, a expressiva economia que é feita na conta de luz faz recuperar o valor pago pela instalação do sistema.

Além disso, existem linhas de crédito específicas para o financiamento de energia solar. Esses créditos têm condições interessantes, como baixa taxa de juros, prazo longo para o pagamento da dívida e bons prazos de carência. Muitas das vezes o valor da parcela do financiamento fica igual ou menor que o valor da economia trazida pelo sistema gerando um lucro no primeiro momento.

Desvantagem: dificuldade de armazenamento do excedente

Atualmente, no Brasil, ainda é deficitária a tecnologia para armazenar o excedente de energia gerado pelo sistema fotovoltaico do empreendimento ou canteiro. Assim, em períodos de menor incidência solar, o usuário acaba precisando recorrer à eletricidade fornecida pela concessionária. Por isso, a conta de luz pode não ser completamente zerada.

O que existe, no entanto, são programas de venda desse excedente para a rede regular. Essa operação gera créditos que podem ser usados posteriormente, em um momento de necessidade do uso da energia da rede elétrica tradicional. Por isso, ainda que haja um consumo de energia da concessionária, a conta vem muito mais baixa.

Como implementar a energia solar no canteiro de obras?

A implementação de um sistema fotovoltaico na obra começa pela análise da quantidade de energia que deverá ser consumida e a quantidade de painéis para abastecer essa demanda. Depois, é necessário fazer um estudo do terreno e do projeto para identificar as melhores áreas onde instalar os painéis solares.

Normalmente, os painéis são colocados na cobertura do prédio ou na laje. Mas pode haver casos em que eles são colocados no chão. O que deve ser levado em consideração é a exposição solar: áreas com sombras são uma péssima ideia para receber os painéis — afinal, é a luz do sol que fornece a energia de que tanto precisamos para transformar em eletricidade!

A maneira mais segura de fazer a instalação da energia solar na sua obra é contratando uma empresa especializada nesse tipo de projeto. A SolarVolt é especialista na instalação de sistemas fotovoltaicos. Fundada em 2013, a empresa já tem um portfólio com mais de 1500 projetos realizados em 11 estados do Brasil. Até hoje, já instalamos mais de 50.000 kWp em condomínios, residências, indústrias e fazendas.

Agora que você já conhece mais sobre energia solar, vantagens e desvantagens, usos e como fazer para implementá-la na sua obra, entre em contato conosco! A nossa tecnologia vai levar o seu canteiro de obras para o futuro hoje mesmo!  

Revisado por

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.