Investimento em energia solar: aprenda agora a analisar uma proposta

Investimento em energia solar: aprenda agora a analisar uma proposta

O Brasil, assim como o mundo, tem feito um grande investimento em energia solar. As fontes renováveis são consideradas a energia do futuro, por isso, há um grande esforço por parte dos governos e dos organismos internacionais para popularizá-las.

A energia solar tem inúmeras vantagens sobre as fontes ditas tradicionais de geração elétrica, e você já deve ter ouvido também que ela é mais barata. Mas como analisar uma proposta de sistema solar fotovoltaico

Se você já se decidiu pela instalação da energia fotovoltaica, é preciso entender bem como funciona um sistema de energia solar para saber como avaliar o que a empresa contratada está oferecendo. Por isso, preparamos este artigo que vai explicar em detalhes: 

  • O investimento em energia solar vale a pena? 
  • Como funciona um sistema solar fotovoltaico? 
  • Como analisar a proposta do sistema solar fotovoltaico?  

Você vai ficar pronto para tomar a melhor decisão para o seu projeto. Está pronto? Então vamos nessa! 

O investimento em energia solar vale a pena? 

A resposta para essa pergunta é muito simples e uma só: sim! A energia solar apresenta uma série de vantagens sobre a energia tradicional fornecida pela concessionária. O primeiro motivo para afirmarmos isso é a economia. Com a energia solar, o seu negócio pode reduzir em até 95% a conta de energia. 

Até alguns anos atrás, era muito popular no Brasil o aquecimento solar da água, que pode ser usado em chuveiros, banheiras e até piscinas. Mas, nos últimos anos, tem ganhado destaque a energia fotovoltaica, que pode abastecer todos os tipos de equipamentos elétricos, desde ventiladores residenciais até grandes motores da indústria. 

A seguir, vamos analisar os diferentes pontos que tornam essa fonte uma excelente opção para o seu negócio. 

Ótima relação custo-benefício

Uma das principais objeções à instalação de um sistema solar fotovoltaico são os custos de instalação do projeto, que podem assustar muitas pessoas. No entanto, o “susto” não resiste a uma avaliação mais criteriosa. 

Como pontuamos anteriormente, a energia fotovoltaica é capaz de reduzir em até 95% a conta de energia de uma propriedade — seja ela um condomínio residencial, um supermercado, um restaurante, uma fazenda ou até uma grande indústria. 

Assim, uma conta de energia que era de R$ 500 com a eletricidade fornecida pela concessionária pode chegar aos R$ 70 depois da instalação da energia solar. Isso significa que, em cerca de 2 a 7 anos, é possível reaver o investimento feito na instalação do kit de painel solar

Baixa manutenção

Outro motivo que faz a energia solar valer a pena é a manutenção — ou sua quase ausência. Uma vez instalado, o sistema solar fotovoltaico exige uma manutenção baixíssima. 

Basicamente, tudo que você terá que fazer será agendar uma limpeza dos painéis solares, para que eles continuem funcionando da melhor forma. Assim você garante que o seu sistema fotovoltaico está produzindo todo o seu potencial energético. 

Vida útil longa

O terceiro motivo que nos faz afirmar que o investimento em energia solar vale a pena é a vida útil. Depois de instalados, os painéis solares têm uma estimativa de poderem funcionar em perfeitas condições por até 25 anos.  

Sustentabilidade

A energia solar fotovoltaica é uma das energias mais limpas de que se tem notícia atualmente. Além de usar uma fonte renovável e praticamente inesgotável — a radiação solar —, ela ainda não gera resíduos durante a sua produção. 

Não existe queima, ou liberação de gases para a atmosfera. Os únicos resíduos gerados são os próprios painéis — mas, como vimos, esse descarte não acontece antes de duas décadas de uso, e uma parte dos materiais pode ser reciclada. Por isso, trata-se de uma fonte energética sustentável e socialmente responsável. 

Valorização do imóvel ou da marca

Hoje em dia, já existem algumas pesquisas que apontam que um sistema de energia solar pode valorizar em até 6% os imóveis. Nos Estados Unidos, um estudo do Berkeley Lab, laboratório norte-americano ligado à universidade de mesmo nome, revelou que potenciais compradores de imóveis estariam dispostos a pagar até US$ 15 mil a mais por uma unidade com energia solar.  

Veja a seguir o depoimento do subsíndico do condomínio Vila Grimm, em Nova Lima, Minas Gerais, sobre a sua experiência com a energia solar fotovoltaica: 

Como funciona um sistema solar fotovoltaico? 

Explicando de forma bastante simplificada, o sistema solar fotovoltaico transforma a radiação que vem do Sol em energia elétrica, que pode ser utilizada para abastecer todo o consumo do local. Vamos falar sobre cada um dos componentes de um sistema, para facilitar o entendimento. 

Painéis solares

Tudo começa com os módulos fotovoltaicos, que também são conhecidos como placas ou painéis solares. Compostos por células fotovoltaicas, eles captam a radiação do Sol e a transformam em energia elétrica. 

Normalmente, os painéis são instalados sobre os telhados ou outros tipos de coberturas. Mas, dependendo do terreno e do projeto arquitetônico, podem ser instalados no solo ou até mesmo sobre a água.

Estruturas de suporte

Os painéis solares sozinhos não se sustentam em pé. Para isso, são necessárias estruturas de suporte que vão manter tudo no seu devido lugar. Essas estruturas são resistentes e capazes de aguentar intempéries como tempestades, ventanias e granizos.  

Inversor solar

A eletricidade produzida nos painéis solares está em corrente contínua (CC). Porém, para ser utilizada pelos aparelhos, ela precisa estar em corrente alternada (CA). É o inversor solar o aparelho responsável por essa transformação da corrente. Ou seja, sem o inversor, você não consegue utilizar a energia gerada para alimentar os aparelhos elétricos. 

String Box

O string box é um dispositivo de segurança do seu sistema solar fotovoltaico. Para fazer uma comparação com algo mais corriqueiro, ele cumpre a mesma função que o painel com disjuntores que você muito provavelmente tem na sua casa. Esse aparelho previne a propagação de acidentes elétricos e garante a segurança do seu sistema fotovoltaico.  

Como analisar a proposta do sistema solar fotovoltaico? 

Agora que você já entende bem o funcionamento de um sistema de energia solar e suas inúmeras vantagens sobre a energia da concessionária, é hora de aprender a analisar a proposta que vai receber da empresa contratada para a instalação dos serviços. 

É muito importante dizer que os projetos de energia fotovoltaica devem ser personalizados. Isso quer dizer que não existe uma fórmula mágica ou um “kit” geral que atenda a todos os casos. Cada projeto deve ser elaborado de forma exclusiva, levando em consideração o consumo do cliente, as condições do terreno, o projeto arquitetônico e a carga do local. 

Portanto, esse já é um primeiro aspecto que você deve observar ao receber uma proposta de investimento em energia solar. Se ela parecer pasteurizada e feita de forma genérica, o mais indicado é procurar outra empresa para prestar o serviço. 

Vamos ver a seguir outros aspectos para você olhar antes de fazer seu investimento em energia solar. 

1. Faça os cálculos do consumo em comparação à potência

O que vai determinar o tamanho do seu sistema solar fotovoltaico é a sua estimativa de consumo de energia. O projeto apresentado pela empresa deve ter uma geração igual ou um pouco superior à média do seu consumo. 

A geração não pode ser menor, ou a sua demanda não será totalmente atendida, e você continuará usando uma parte de energia da concessionária. Mas também não pode ser muito maior, ou você vai acabar fazendo um investimento em energia solar maior do que o necessário. 

No entanto, um ponto merece atenção: se você tem planos de comprar aparelhos que consomem muita energia, como ar condicionado ou freezers novos, é importante manifestar essa intenção para o técnico antes da elaboração do projeto. 

Dessa forma, ele vai poder calcular esse consumo futuro e prever uma geração de energia capaz de atender essa demanda que irá surgir.  

Um erro comum é prestar mais atenção na quantidade de placas solares do que na potência total instalada. Fique atento para não cair nele. Alguns painéis têm maior capacidade que outros, e o que importa no fim das contas é se a sua demanda será atendida pela geração. 

2. Não escolha o projeto pelo preço

Assustadas com o orçamento inicial, muitas pessoas resolvem economizar o máximo possível na contratação de um serviço de instalação da energia solar. Mas esse barato pode sair caro em um futuro não tão distante. 

Os sistemas solares fotovoltaicos com valor muito abaixo do mercado possivelmente usam equipamentos de qualidade mais baixa. Uma das consequências disso pode ser um tempo de vida útil sensivelmente reduzido. Portanto, em vez de olhar somente para o preço do projeto, considere também a qualidade dos equipamentos e do serviço oferecido para tomar sua decisão. 

3. Dê atenção especial ao(s) inversor(es)

O inversor é o coração do seu sistema solar fotovoltaico. Portanto, merece uma atenção especial na hora de analisar a proposta recebida. É normal, em uma proposta, o inversor ter uma capacidade um pouco menor que a geração das placas. 

O ideal, porém, é que essa diferença não seja muito superior a 20%. Ou seja, o seu inversor não pode ter uma potência muito menor do que 20% da capacidade de geração das placas, ou ele ficará funcionando em potência máxima o tempo todo. Com o passar do tempo, esse alto desempenho constante pode diminuir a vida útil do aparelho. 

Também é bem importante observar a marca do inversor utilizado. Dê preferência a marcas conhecidas nacional e internacionalmente. 

O mercado de renováveis está aquecido e estão chegando ao Brasil novos fornecedores que podem ser desconhecidos por aqui, mas terem uma longa trajetória no exterior. Vale a pena ficar atento ao que se passa em outros países para garantir as melhores opções em termos de preço e qualidade. 

4. Observe a reputação da empresa

Por último, mas não menos importante, vem a reputação da empresa que está oferecendo os serviços. Você vai encontrar na internet tutoriais de como instalar a energia solar sozinho. No entanto, essa pode ser uma prática temerária que representa riscos seríssimos tanto na hora da instalação quanto durante o tempo de funcionamento do sistema. 

Da mesma forma, a empresa contratada para o serviço precisa ser séria, ter técnicos bem formados e com experiência em diferentes tipos de projetos. Assim você vai garantir não só a eficiência do seu investimento em energia solar, mas também a segurança do projeto. 

A SolarVolt é uma empresa 100% brasileira com quase uma década de atuação no mercado de renováveis. Atualmente, temos mais de 1500 projetos homologados em nosso portfólio, totalizando 60.000 kWp instalados. 

Ao longo da nossa trajetória, elaboramos projetos de diferentes perfis — de condomínios residenciais a fazenda de laticínios, passando por resorts, postos de gasolina, indústrias e outros. Trabalhamos em nível nacional e já instalamos sistemas solares fotovoltaicos em 11 estados do Brasil. 

Na nossa equipe, contamos com engenheiros e técnicos sempre atualizados. Eles estão prontos para oferecer as soluções mais modernas em termos de tecnologia, mas também do ponto de vista da regulamentação do setor em vigência no país. Se você quer um projeto para um investimento em energia solar certeiro, eficiente e seguro, peça um orçamento! Traga o futuro da energia mundial para o seu empreendimento hoje!

Revisado por:

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.