Como Fazer A Manutenção Do Sistema Fotovoltaico Em 4 Passos

Como Fazer A Manutenção Do Sistema Fotovoltaico Em 4 Passos

A energia solar é uma das fontes alternativas mais aproveitáveis e promissoras de energia no mundo. É limpa, não poluente e que não esgota os recursos naturais do planeta. Mas, para um aproveitamento ótimo desse recurso, a correta manutenção do sistema de energia solar é um fator essencial. 

As condições climáticas para o aproveitamento dessa fonte renovável são especialmente favoráveis no Brasil. Aqui, o Sol está presente praticamente o ano todo e em todas as regiões do país.

Pode-se dizer que a energia solar é praticamente gratuita. Você não paga pela luz do Sol. O investimento necessário é na instalação de um sistema solar fotovoltaico para ter acesso à energia do futuro na sua casa, condomínio ou empreendimento. 

Com uma manutenção muito baixa, você vai ver que esse valor se paga depois de pouco tempo, fazendo do sistema de energia fotovoltaica uma opção também econômica, além de sustentável. 

Neste post você vai conhecer o kit de painel solar e saber mais sobre os seguintes pontos: 

  • Como é composto um kit de painel solar? 
  • Como instalar painel solar? 
  • Painel solar: manutenção em 4 passos apenas

Pronto para ver como é prática a manutenção do sistema de energia solar? Leia o post até o fim e confira! 

Como é composto um kit de painel solar?

O kit solar é o conjunto de equipamentos necessários para a instalação de um sistema solar fotovoltaico. Em geral, ele contém:

  • Painéis fotovoltaicos (placas solares);
  • Inversor solar;
  • String box
  • Estrutura de fixação (suportes); 
  • Cabos e conectores; 
  • Medidor Bidirecional.

Vamos entender melhor a função de cada um desses elementos a seguir. 

Painéis fotovoltaicos 

São as placas que fazem a captação da luz do sol, compostos de células fotovoltaicas. Esse dispositivo elétrico capta a radiação e a converte em corrente contínua (CC).

Os painéis solares devem ser colocados em locais de grande exposição da radiação do Sol, onde não haja sombras de árvores ou prédios, que afetam a eficiência dos equipamentos. A quantidade de placas solares instaladas depende da capacidade e potência de energia que se pretende obter com a instalação do sistema solar. 

Inversor solar

Inversor solar é o equipamento que converte a energia elétrica produzida pelos painéis solares de corrente contínua para corrente alternada (CA), que é o padrão de energia das redes de distribuição. 

É recomendável que o inversor seja instalado próximo ao quadro geral de distribuição, em local onde fique protegido da chuva e da incidência direta do sol, que podem influenciar a vida útil do equipamento. 

String box

String box é o equipamento que atua na proteção da corrente contínua da usina geradora de energia solar. Ele é conectado entre os painéis fotovoltaicos e o inversor e tem o mesmo funcionamento de um disjuntor de sistema de energia elétrica.

Estrutura de fixação

São os suportes que fixam as placas solares na posição correta, seja sobre telhados, coberturas ou em áreas livres, evitando que se desprendam durante chuvas ou ventos fortes. 

Para melhor aproveitamento da radiação solar, os painéis fotovoltaicos devem estar voltados para a face Norte. Quando isso não é possível, os painéis continuarão gerando energia, mas em quantidade um pouco menor.

A inclinação dos módulos deve ser de acordo com a latitude da cidade onde a instalação será feita.

Cabos, conectores e medidor de corrente

Completam o kit solar cabos e conectores usados na instalação. Como o sistema fotovoltaico é conectado à rede de distribuição de energia elétrica, é necessário instalar um medidor bidirecional, que mede a quantidade de energia consumida pela unidade geradora e a injetada na rede.

Como instalar painel solar? 

Muitas pessoas acreditam que para saber como instalar painel solar basta assistir a alguns tutoriais na internet. No entanto, para garantir a segurança e a eficiência do seu sistema, existem uma série de critérios que devem ser observados tanto do ponto de vista técnico quanto regulatório. 

A instalação de um sistema de energia solar pode parecer simples mas, de fato, não é. Há muitas informações disponíveis sobre como instalar um painel solar. Mas uma instalação amadora pode causar uma série de problemas. Explicamos os principais a seguir. 

1. Capacidade inadequada da instalação

Ao planejar a instalação de um sistema fotovoltaico, você deve definir a quantidade de energia para atender a demanda de sua residência ou do empreendimento. A partir desse dado, serão definidos os equipamentos necessários: quantidade de placas solares, metragem correta dos cabos, inversor e suportes de fixação adequados. 

Essas definições exigem levantamentos e cálculos específicos, que devem ser feitos por profissionais especializados. Dessa forma, sua instalação será dimensionada para atender o seu consumo, evitando o desperdício de investimento num sistema maior do que o necessário, ou a insatisfação de ter um funcionamento que não cumpre a demanda. 

2. Erros na instalação 

Outro problema frequente na instalação amadora do kit de energia solar é cometer erros que afetam a eficiência dos equipamentos. 

O correto posicionamento e a inclinação das placas solares, sombreamento e outras interferências são análises técnicas que engenheiros habilitados fazem para que o projeto tenha melhor aproveitamento da radiação solar. 

Além disso, lidar com eletricidade é para quem entende do assunto. Conexões elétricas feitas incorretamente podem danificar os equipamentos e até provocar curto-circuito com risco de incêndio. 

3. Risco de acidente por queda 

Os painéis solares geralmente são instalados sobre telhados e coberturas, locais altos que exigem cuidado e sobretudo treinamento. 

A Norma Regulamentadora no. 35 – NR35, do Ministério do Trabalho, estabelece que o trabalho em altura deve ser feito por profissionais capacitados, treinados e  usando equipamentos específicos de segurança. 

Tentar fazer esse trabalho sozinho, em vez de contratar uma empresa especializada, é se colocar em uma situação de alto risco de acidente e que pode ser fatal.

4. Risco de acidente elétrico

Assim como o trabalho em altura, trabalhar com eletricidade exige conhecimento técnico, treinamento e experiência. Por isso, essa função também é normatizada pelo Ministério do Trabalho. A Norma Regulamentadora Nº 10 estabelece critérios que devem ser obedecidos para garantir a segurança dos profissionais da área. 

Para realizar instalações de equipamentos elétricos, o profissional deve ter qualificação, treinamento e ser habilitado para a função. A norma exige ainda o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Uma pessoa não capacitada pode realizar instalações incorretas sem atentar para as proteções do sistema, se arriscando a sofrer choque elétrico e também colocando em risco a vida das pessoas que moram no local.

5. Prejuízos financeiros 

Se está pensando em economizar instalando você mesmo seu sistema de energia solar, fique atento. O barato pode sair caro.  

Além dos riscos potenciais de acidentes, a instalação incorreta pode queimar equipamentos do kit solar e danificar a rede elétrica de sua residência, causando ainda mais prejuízo. 

Por isso, é importante contratar uma empresa qualificada para planejar e executar sua instalação de energia solar fotovoltaica. 

Painel solar: manutenção em 4 passos apenas

Os sistemas de energia solar têm uma vida útil de até 25 anos. O investimento pode ser recuperado em um período que varia de 2 a 5 anos. Isso vai depender da economia que será obtida na conta de luz, bem como dos cuidados de manutenção. 

É importante ter em mente que a manutenção correta ajuda a prevenir a deterioração precoce dos equipamentos, que pode reduzir a vida útil da instalação e comprometer a capacidade produtiva de todo o sistema.

O painel solar funciona como o coração do sistema fotovoltaico, captando a radiação do Sol e transformando em energia elétrica. É um equipamento de alta tecnologia. Veja abaixo os 4 passos fundamentais para garantir o bom funcionamento do seu painel solar, aproveitando o máximo da energia solar.

1. Garanta a instalação correta

Uma instalação feita da forma correta é o primeiro passo para reduzir a necessidade de manutenção do painel solar. Escolher o local adequado e garantir a inclinação ideal ajudam a manter o painel solar limpo, já que isso propicia o escoamento da água da chuva, promovendo a limpeza naturalmente.

2. Faça inspeções regulares

Em locais mais secos (onde chove menos), é importante verificar regularmente se os painéis não estão cobertos de poeira, o que pode reduzir consideravelmente a produção de energia. 

A inspeção visual periódica pode indicar a necessidade de uma limpeza no painel solar. Em geral, a limpeza dos painéis deve ser feita uma vez por ano. Em locais onde há mais poeira a recomendação é realizar a limpeza a cada três meses. 

3. Use equipamentos adequados na limpeza

Um pano molhado ou uma escova macia são suficientes para remover poeira, folhas secas e resíduos de poluição no painel solar. Produtos abrasivos e objetos cortantes não devem ser usados nas placas solares. 

Não é recomendável subir no telhado para fazer a limpeza. O ideal é usar uma longa extensão ou uma mangueira para alcançar o painel solar. É importante verificar a pressão da água. A alta pressão pode danificar o equipamento. 

4. Observe o melhor horário para limpeza

Para impedir a rápida evaporação da água enquanto estiver lavando o painel solar (além de garantir a saúde e o bem-estar do profissional que vai fazer o serviço), evite os horários de sol forte. Dias nublados, o início da manhã ou à noite são ideais para realizar esse trabalho. 

Se você chegou até aqui neste artigo, concluiu junto conosco que a manutenção do sistema de energia solar é bastante simples e barata. Observando os critérios para uma instalação otimizada, tudo que você precisará fazer é limpar os painéis de tempos em tempos, para que eles possam captar em toda a sua capacidade a radiação solar. 

A SolarVolt auxilia você em todas as etapas do processo, desde a elaboração do projeto e o estudo do terreno, até as simples manutenções periódicas. Fundada em 2013, a empresa tem uma vasta experiência na elaboração e execução de projetos de energia solar para clientes de variados perfis. 

De grandes fazendas que usam a energia solar para a irrigação e outras tarefas até condomínios solares que garantem o conforto e a economia dos condôminos, nós levamos até você a melhor solução para o seu caso. 

Nossa equipe é formada por profissionais especializados em energia solar que estão sempre atualizados sobre as últimas novidades em tecnologia e também nos quesitos regulatórios vigentes no país. 

Peça o seu orçamento e comece ainda este ano a economizar na sua conta de energia elétrica! 

Revisado por

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.