Manutenção do sistema fotovoltaico: qual deve ser a frequência?

Manutenção do sistema fotovoltaico: qual deve ser a frequência?

A geração de energia a partir de sistemas fotovoltaicos apresenta inúmeras vantagens. Além de produzir energia limpa, o sistema de energia solar é adaptável à demanda energética tanto de pequenos como de grandes consumidores. Entretanto, para manter seu sistema funcionando de forma eficiente, é necessário manter a manutenção do sistema fotovoltaico em dia.

Graças a essas características, somadas à tendência mundial em buscar soluções sustentáveis para a demanda energética, a utilização da energia solar teve um aumento exponencial nos últimos anos, e promete aumentar ainda mais em um futuro bem próximo!

No Brasil, a difusão de painéis fotovoltaicos no mercado não para de crescer. Isso acontece pois o país apresenta grande potencial energético, graças à exposição solar constante e intensa durante todo o ano. Atualmente, esta área de mercado é uma das mais promissoras, e ganhou ainda mais força depois da aprovação do uso do FGTS para a instalação de placas voltaicas por Comissão do Senado.

Além da economia proporcionada pelo uso de energia solar, uma correta manutenção pode garantir seu bom funcionamento e reduzir ainda mais os custos associados à produção energética. Quer saber mais sobre a importância da manutenção periódica do sistema fotovoltaico? Acompanhe nosso post de hoje!

Por que realizar a manutenção do sistema fotovoltaico?

Como qualquer outro equipamento, a manutenção periódica das placas é necessária para otimizar seu funcionamento e prevenir possíveis problemas. Ela garante que o sistema opere corretamente, com máxima eficiência.

Além disso, uma correta manutenção pode prolongar a vida útil das placas, evitando que seja necessário trocá-las com frequência. Dessa forma, você economiza dinheiro e reduz a geração de resíduos sólidos, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Em que consiste a manutenção das placas?

Além do monitoramento de possíveis danos na parte elétrica do sistema fotovoltaico – que devem ser resolvidos por técnicos qualificados –, a principal manutenção dessas placas consiste na limpeza das mesmas.

A presença de folhas e poeira na superfície não só diminui a eficiência de produção de energia, como também contribui para o aparecimento dos chamados hot spots – em português, “pontos quentes”, também conhecidos como dissipadores de energia. Como o próprio nome sugere, alguns pontos da placa – que, em geral, estão mais sujos – aquecem mais do que o resto da superfície.

Assim, eles acabam por dissipar parte da energia gerada em forma de calor e, caso alcancem altas temperaturas, podem chegar a derreter pequenos pontos da placa, prejudicando todo o funcionamento do sistema.

Como realizar a manutenção das placas?

Em geral, a manutenção das placas é relativamente simples, consistindo em lavar sua superfície com água e sabão pelo menos uma vez ao ano. Muitos usuários deixam a limpeza à cargo da chuva, porém, a manutenção anual pode garantir a retirada de sujeiras e detritos mais persistentes.

A manutenção pode ser feita pelo próprio usuário, desde que observados procedimentos básicos de segurança, de modo a evitar acidentes, especialmente no telhado. Uma correta instalação da placa pode facilitar as manutenções futuras, além de ser o momento ideal para que o profissional especializado oriente o usuário sobre a limpeza.

Em virtude das vantagens da instalação e utilização dos sistemas fotovoltaicos, vale a pena investir nessa tendência, você não acha? Realizando a manutenção periódica, seu sistema de geração de energia funcionará melhor e por mais tempo, garantindo economia e sustentabilidade!

Você possui um sistema de geração de energia solar ou gostaria de ter um? Conte-nos a sua experiência nos comentários!

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.