Saiba mais sobre as diferentes tecnologias para aproveitar a energia solar

Saiba mais sobre as diferentes tecnologias para aproveitar a energia solar

As vantagens do uso da luz do sol para a geração de energia elétrica têm feito as pesquisas para o desenvolvimento de diferentes tecnologias de captação dessa fonte evoluírem cada vez mais.
Neste artigo vamos apresentar 3 métodos de aproveitamento da energia solar para geração de energia elétrica: células solares fotovoltaicas, células orgânicas e usinas concentradoras de energia solar térmica. Ficou curioso para saber mais sobre essas opções? Então acompanhe:

Privilégios do território

Primeiramente, é preciso dizer que o Brasil está localizado em uma região extremamente privilegiada em relação à incidência de raios solares no planeta. De acordo com estimativas do livro “Um banho de sol para o Brasil”, nosso país recebe uma radiação solar de 15 trilhões de megawatt-hora por ano. Esse é um montante 50 mil vezes maior do que o consumo brasileiro em 1999, por exemplo. O vasto território nacional também facilita a instalação de usinas de captação de energia solar, que aliviam a carga sobre os extensos sistemas de transmissão.

Células solares fotovoltaicas

Essa é a tecnologia mais tradicional de geração de energia solar da atualidade. O sistema é composto por uma série de painéis, geralmente feitos de silício, capazes de fazer uma conversão direta entre energia solar e energia elétrica. A geração de energia acontece graças à diferença de potencial elétrico gerada quando a luz do sol incide sobre esses painéis. A partir disso, já que o sistema é composto por duas camadas com cargas opostas, uma corrente elétrica é gerada.

Células solares orgânicas

A associação entre a ciência eletrônica e os materiais orgânicos permitiu o desenvolvimento de uma tecnologia que imprime células fotovoltaicas em material orgânico. Com isso, o processo se mantém, convertendo diretamente luz solar em energia elétrica. Mas a grande vantagem dessa inovação é poder usar películas plásticas leves, flexíveis e transparentes como suporte para as células. Com isso, amplia-se o leque de possibilidades de aplicação — que passa a ir desde celulares até fachadas de prédios. Essa é um alternativa em desenvolvimento, assim como todo o mercado de energia solar, e é principalmente destinada a locais remotos. Vale ressaltar que ela tem um custo de instalação bem menor que os painéis fotovoltaicos baseados em placas de silício.

Usinas concentradoras de energia solar térmica

Diferentemente dos dois primeiros exemplos, a energia elétrica gerada em um sistema termosolar não é criada de forma direta pela incidência da luz do sol. Geralmente, esse tipo de usina é composto por um conjunto de espelhos e uma torre de captação. Os espelhos são móveis e se posicionam de forma coordenada para refletir o máximo de energia solar captada para o mesmo ponto de recepção na torre. Naquela região, a energia térmica é direcionada a um sistema de tubulação que contém água, gerando vapor e acionando um gerador de energia elétrica. Dessa forma, a energia gerada é inserida na rede distribuidora. E pronto!

Agora comente aqui e nos conte suas impressões sobre o aumento do uso da luz solar para a geração de energia! Já pensou em fazer a instalação de um microgerador em sua casa ou empresa? Compartilhe suas experiências conosco e participe da conversa!

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.