Entenda as diferenças entre o sistema isolado e o conectado à rede

Entenda as diferenças entre o sistema isolado e o conectado à rede

À medida que a conscientização sobre a limitação dos recursos naturais vai aumentando, a produção de energia renovável, principalmente por meio do uso de painéis fotovoltaicos, populariza-se cada vez mais. Para entender melhor quais são os benefícios da utilização dessa tecnologia de produção de energia limpa, é preciso entender quais as diferenças entre o sistema fotovoltaico isolado, também conhecido como “off grid” e o sistema conectado à rede, chamado de “on grid”.

Quer saber mais sobre as diferenças e aplicações de cada um? Então continue lendo o post de hoje:

Sistema fotovoltaico conectado à rede (On Grid)

Esse é o sistema que mais apresenta vantagens para o consumidor comum, pois o fornecimento de energia é constante. Isso significa que quando a geração energética do sistema fotovoltaico da propriedade não for suficiente para suprir as necessidades dos usuários, o abastecimento pela rede da distribuidora padrão poderá ser usado.

O equipamento que mede o consumo é um relógio bidirecional que registra, nos momentos de produção maior que consumo — em geral, nos horários de mais sol —, o que é injetado na rede. Quando o consumo é maior que a produção (à noite, por exemplo), o consumo é registrado. Lembrando que a produção de energia excedente ao consumo é transformado em créditos (em forma de kWh) para uso posterior.

Vale ressaltar que o sistema conectado à rede é regulamentado pela ANEEL. Na regulamentação consta, entre outras informações, o que é necessário para proceder à regularização da microgeração, quais os impostos envolvidos e como funciona o sistema de compensação energética.

As vantagens do net metering — nome pelo qual também é conhecido o esquema de compensação —, que transforma a sobra da produção em créditos quilowatts-hora a serem abatidos do consumo total, são um incentivo extra para o investimento em novos métodos de geração de energia renovável.

Além disso, a maioria dos Estados brasileiros isenta a unidade microgeradora da incidência do ICMS sobre a energia gerada, sendo que tudo leva a crer que, brevemente, outros Estados devam também implementar essa medida, tornando os sistemas fotovoltaicos uma alternativa cada vez mais comum e atrativa.

Vantagens do Sistema On Grid

1. Maior Retorno Financeiro com a Geração Distribuída

Quando conectado à rede, o sistema vai injetar ali a energia não consumida imediatamente pela unidade geradora e, mais tarde, abater esses quilowatts extras nas contas de energia. É um processo que reduz significativamente o valor da conta de energia, trazendo, em curto prazo, o retorno financeiro do que foi investido no sistema.

Um quilowatt-hora extra produzido pelo sistema fotovoltaico equivale a 1 crédito de kWh, que poderá ser consumido até 36 meses depois. O relógio bidirecional contabiliza esse crédito e a distribuidora registra a informação, de maneira que o consumidor verá em sua conta de luz o que consumiu e o que cedeu.

2. Baixo Custo

Tanto sistemas fotovoltaicos isolados quanto conectados à rede têm, em linhas gerais, o mesmo tipo de estrutura no que se refere aos equipamentos que os compõem. As exceções são as baterias e os controladores de carga, particularidades do sistema off grid.

Esses equipamentos necessários para o funcionamento de um sistema off grid aumentam o custo de instalação, e demandam uma manutenção periódica, o que encarece o sistema como um todo, principalmente ao compará-lo com o sistema on grid, que é mais barato e simples de instalar.

3. A Rede Funciona como uma Bateria Virtual

Na modalidade on grid, a rede de distribuição padrão opera como uma espécie de bateria infinita, armazenando a produção energética extra e garantindo o fornecimento de energia à propriedade quando não há incidência de raios solares e nos períodos noturnos.

Assim, caso seu sistema pare de gerar eletricidade por uma razão ou por outra, você terá acesso à eletricidade disponível na rede padrão, que funciona como um “backup”. Ao mesmo tempo, você ajuda a mitigar a carga máxima da rede pública. Como resultado, a eficiência do  sistema elétrico como um todo aumenta.

Sistema fotovoltaico isolado (Off Grid)

Nesse tipo de sistema, a energia gerada pelos painéis fotovoltaicos é direcionada à alimentação dos aparelhos elétricos da propriedade e armazenada em baterias, o que possibilita ter energia disponível quando o sistema não está gerando nenhuma energia.

Quando a usina fotovoltaica não é conectada à rede de distribuição elétrica convencional, a existência de baterias para armazenamento é indispensável, pois são elas que garantem a autonomia do sistema.

Por ser autônomo e independente da rede, não existe regulamentação específica para o sistema off grid, não havendo necessidade de um pedido formal de autorização.

Em geral, o sistema isolado é uma solução para atender a um propósito específico, como trazer energia a locais remotos e de difícil acesso, onde o abastecimento energético padrão não chega ou é deficiente, ou ainda onde o custo de se conectar à rede seja muito alto. Gerar energia para postes de iluminação ou bombas d’água são outros exemplos comuns de seu uso.

Vantagens do Sistema Off Grid

1. Energia Disponível em Locais Remotos

Os sistemas autônomos apresentam-se como alternativas eficazes para lugares remotos, como casas em áreas rurais desguarnecidas de rede de distribuição elétrica convencional e outros lugares do tipo, uma vez que não estão conectados à rede pública.

2. Independência Energética

A auto-suficiência energética também é uma forma de segurança. No sistema off grid, as falhas de energia na rede de serviços públicos, em teoria, não afetam os sistemas solares fora da rede.

No entanto, vale lembrar que as baterias têm um alto custo e possuem um limite de armazenamento de energia. Assim, para não tornar o valor do sistema proibitivo, é recomendável adquirir um gerador reserva para essas situações.

Alguma dúvida?

Conseguiu entender as diferenças entre sistema isolado e sistema conectado à rede? Deixe um comentário com suas dúvidas e continue acompanhando nossos posts para saber ainda mais sobre a geração de energia solar!

SolarVolt Energia
SolarVolt Energia

Empresa especializada em Energia Solar


14 Respostas a “Entenda as diferenças entre o sistema isolado e o conectado à rede”

  1. Avatar André Galvão disse:

    Prezado,
    Estou procurando a ligislação que me dá suporte para produzir a minha própria energia (off grid) e não ligar à rede em hipótese alguma.
    Para o sistema on grid a Aneel faz questão de enfatizar, mas em relação ao off grid?

    1. Avatar Márcia Lima disse:

      Boa tarde André, tudo bem?
      Como dissemos no post, não existe legislação para fazer um sistema off grid, você não precisa de suporte ou autorização da ANEEL para montar um. 🙂

  2. Avatar Volnei disse:

    Posso ter o sistema on grid e mais as baterias? Para quando falte energia da conscecionaria não ficar sem,

    1. Avatar SolarVolt Energia disse:

      Olá, Volnei! Uma solução para garantir a segurança energética no sistema On Grid é utilizar o chamado “No Break”, um equipamento que funciona como um banco de baterias que poderá alimentar os equipamentos caso haja interrupção do fornecimento de energia pela concessionária.
      Muito obrigado por seu comentário! Qualquer dúvida, entre em contato com a gente! Abraço

  3. Avatar Igor disse:

    Ao instalar um sistema isolado, quais tipos de autorizaÇoes necessito?

    1. Avatar Neto Rodrigues disse:

      Olá, Igor. Trabalho com a SolarVolt e agradecemos seu comentário!

      O sistema isolado é autônomo. Ou seja, é independente da rede. Dessa forma, não há necessidade de autorizações.

      Um abraço!

  4. Avatar Andresson disse:

    Gostaria de saber se tem alguma legislação que proíbe produção para consumo offgrid onde chega energia da consessionária normalmente.

    1. Avatar Neto Rodrigues disse:

      Andresson, tudo bem? Trabalho com a SolarVolt e agradecemos seu comentário.

      O sistema off- grid é independente da rede, dessa forma não há legislação específica para essa modalidade. Se tiver mais alguma dúvida, estamos à disposição. Um abraço.

  5. Avatar rovilson marcelino de faria disse:

    quero revender e instalar sistemas solar

  6. Avatar Djalma disse:

    Posso instalar um sistema fotovoltaico sem bateria e utilizar o meu sistema durante sol pleno e à noite a alimentação da concessionária sem problemas de regulamentação ?

    1. Avatar Gabriel disse:

      Claro Djalma! Esse é o objetivo do sistema conectado a rede. Você entenderá melhor com esse artigo: https://solarvoltenergia.com.br/entenda-como-funciona-a-regulamentacao-da-microgeracao-no-brasil/

  7. Avatar TCC disse:

    No sistema autônomo tem algum tipo de bateria específica?
    O que seria uma manutenção super simples?
    Se a bateria tem uma vida útil de 5 anos, a manutenção é para prolongar a vida útil, de quanto em quanto tempo é feito a manutenção?

    1. Avatar Gabriel disse:

      Dentre as baterias disponíveis no mercado, existem algumas bem comuns com aplicação em sistemas fotovoltaicos. No entanto, baterias como as automotivas, por exemplo, não são recomendadas para o uso.
      A manutenção das baterias por exemplo, consiste em checar seu estado para verificar se existem problemas que podem ser reparados a fim de que se obtenha o melhor desempenho destas. Uma bateria danificada pode prejudicar todas as baterias que estejam ligadas a esta. A periodicidade depende da instalação, mas recomenda-se algo em torno de 6 meses a 1 ano para essa verificação.

Deixe uma resposta

SAIBA MAIS SOBRE
ENERGIA SOLAR

Receba nossos e-mails com conteúdo sobre energia solar.